segunda-feira, outubro 16, 2006

Batatas a murro

Creio que não somos muito de destacar as batatas na nossa cozinha. Pelo menos tanto como as batatas a murro (patatitas asadas, aplastadas con un puñetazo). Por isso e por serem tão portuguesas as escolhi para participar no HEMC4. Hesitei entre elas, as batatas de sarrabulho (patatas con carne y sangre de cerdo cocido) e duas receitas que se comiam em casa de meus pais, croquetes de batata recheados com picado de carne e conchas de vieira só com puré de batata e ovo aberto dentro, que depois coalha no forno com uma noz de manteiga em cima.

Portanto temos:

Bacalhau assado com batatas a murro e migas de broa e grelos.

Como não tinha carvão e a vontade de o ir comprar e acender não era nenhuma, estreei a minha nova chapa de grelhar e aí assei o bacalhau, o pimento e a pequena cebola. É uma chapa bastante boa e pesada, comprada no Corte Inglês do Porto (não me pagam a publicidade), que espalha o calor igualmente por toda a superfície e é revestida de teflon. No entanto, não impediu que eu tivesse de untar a posta de bacalhau em azeite para não se agarrar como estava a agarrar-se. Vamos ver como se porta nos bifes altos(filetes gruesos) de carne de bovino, tornedós, etc. Se 2 ou 3 minutos de cada lado chegam para os deixar no ponto.

Pus a assar no forno (200ºC) um dente de alho com pele e batatas também com a casca, e com sal, batatas novas, muito pequenas, que havia no Pingo Doce e que Inglaterra exportou para cá. Seria bem melhor se as exportássemos nós para lá, que temos condições mais favoráveis à cultura de primores e bem mais necessidade do que a fria Albion. Um pouco depois de assadas, dei um murro em cada batata, um murro com jeito, que tenho a mão pesada, e na própria assadeira temperei-as de azeite virgem e alho esmagado

Esfarelei broa (pan de maíz), cozi umas hastes de grelos e levei-a ao lume numa frigideira, com azeite e um dente de alho passado no esmagador. Entretanto fui gerindo a broa migada, enquanto, em papel de cozinha, secava os grelos coados da água em que tinham cozido. Acabei de esgotá-los com a mão e juntei-os às migas quando as dei como prontas, volteando-os um pouco para aquecerem. Sucede com frequência em restaurantes as migas aparecerem espapaçadas. Foi para evitar isso que os grelos entraram enxutos.

Estavam feitas as migas, que por aqui aparecem poucas vezes associadas a este prato. Penso que são originárias da região que vai, mais ou menos, das Caldas da Rainha até Pombal. Comem-se por toda a parte e aqui também. De picanha na brasa a filetes de polvo, servem para acompanhar tudo. Chamar-lhe-ia migas endémicas se não gostasse tanto delas. Estas foram feitas de modo a ficarem estaladiças e contrastarem com a textura das batatas e do bacalhau.

No empratamento usei o dente de alho assado e sem casca, a cebola grelhada e um pouco do pimento. Estava bem bom.

Etiquetas:

6 Comments:

At 16/10/06 14:02, Blogger Elvira said...

Ficaram simplesmente perfeitas!

 
At 16/10/06 20:45, Anonymous cerise said...

Magnifico.... una receta que pienso probar ya mismo!!!!!!!!

 
At 17/10/06 14:42, Blogger colher-de-pau said...

Não há nada como bacalhau com migas e batatas a murro. É um dos meus pratos favoritos! e também fica optimo com Polvo!
Esse desafio de receitas de batata fez-me lembrar uma receita muito simples de batatas e ovos que a minha avó e bisavó costumavam fazer. Pode ser que a faça um dia destes. É daquelas coisas que comiamos na infância e das quais nunca mais esquecemos!

 
At 19/10/06 19:59, Blogger o avental said...

Aquelas batatinhas foram um achado, Elvira :)

 
At 19/10/06 20:08, Blogger o avental said...

Pues próbala, Cerise, y como no hay ahí pan de maíz puedes hacer unas migas de pastor, pero con AOEV y los brotecitos de nabo y ajo. Las patatitas son mejores si son nuevas, pero se puede hacer con otras, pequeñas siempre.

 
At 19/10/06 20:15, Blogger o avental said...

Fica bem com polvo, sim, Colher de Pau, cozido e depois assado na brasa.

Aquelas migas estavam diferentes das que usualmente faço, faltavam-lhe um pouco de feijão frade e estavam fritas de mais. Noutras circunstâncias, dou-lhes praticamente só uma volta no azeite quente para aquecer a broa e dar o gosto do alho. Os grelos (nabiças, caldo verde) é que devem estar bem enxutos e meterem-se, quentes, já cá fora.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home