segunda-feira, outubro 30, 2006

Como ambrósia


Nem mais. Como ambrósia dos deuses. Depois do almoço pesado que descrevi abaixo, esta sobremesa, em que cismei uns dias, desceu como uma bênção refrescante. Nenhuma das sobremesas que até agora criei, sem ou já com o blogue, se lhe compara em delicadeza e frescura, num refinamento suave e subtil de ligação de sabores e perfumes, o chá, as lichias, o limão, os diferentes graus de doçura de cada uma das partes.

Não tenho palavras. Fica aqui para quem quiser ter o gosto que eu tive. Mas antes, se ainda não dispuser disso, há algo que é preciso comprar: formas para queques em silicone (o Lidl está vendê-las esta semana), iguais ou semelhantes à da imagem do fundo. Também dá jeito, embora seja dispensável, um termómetro até 150ºC no mínimo. Eu tinha um de mercúrio, usado em laboratórios de química, mas partiu-se. Agora tenho um electrónico que, embora mais versátil, é mais lento e possivelmente mais caro (34 euros com portes, se não me engano).

É preciso dar nome isto. Fica então:

Lichias em geleia de chá Darjeeling e limão confitado na sua calda.

Comprar uma lata de lichias e guardá-la no frigorífico.

Confitar em lume muito lento 4 rodelas finas de limão em 100 g de açúcar com igual quantidade água. A meio juntar-se-lhe o vidrado de ¼ de limão. Juntar um pouco de água quando a calda atingir ponto elevado, o da imagem, 106ºC aqui que são 108 à beira-mar (ponto de pérola). Deixar de novo subir a calda até este ponto, retirar as fatias de limão, coar a calda por um passador fino e reservar tudo no frigorífico.

Fazer um chá Darjeeling bastante forte, cinco colheres de chá bem cheias em 250 cc de água a ferver. Deixar o chá abrir durante cinco minutos. Coar das folhas. Completar os 250 cc de chá com água quente. Adoçar com 60 g de açúcar. Reservar.

Entretanto, puseram-se de molho em água fria 5 folhas de gelatina incolor (9 g) durante 4 minutos. Se necessário, aquece-se o chá no microondas, mas sem ferver (até aos 85ºC). Escorrem-se as folhas com as mãos e juntam-se ao chá, mexendo muito bem. Deixa-se arrefecer, até um pouco menos que morno

Põe-se ao chá gelatinado nas formas até um quarto da sua altura Vai ao frigorífico para que comece a prender .

Abre-se a lata de lichias, escorrem-se da calda, arrumam-se três por cada forma, na vertical, com a base para cima, (a gelatina já as segura, embora não esteja perfeitamente sólida), enche-se a forma com o chá gelatinado e volta ao frigorífico para solidificar.

Quando estiver sólido, mas não definitivamente duro (esqueci-me de medir a temperatura deste ponto de prisão da gelatina) , como as formas são maleáveis, separa-se dos lados, uma forma de cada vez, e volta-se sobre o prato de serviço, calcando, sem grandes preocupações, no fundo da forma, que agora está voltado para cima. Como fica agarrado chá gelatinado no fundo, as lichias ficam à mostra, o que é mais bonito.

Depois é só dispôr as fatias de limão, no meu caso duas meias fatias, espalhar a calda no prato e arranjar um enfeite, aqui uma bela flor de Outono e um rebento de hortelã.

Etiquetas:

14 Comments:

At 30/10/06 08:17, Blogger kuka said...

Bem...Lá tenho que ir comprar uma lata de lichias.

 
At 30/10/06 10:56, Blogger Paula said...

Uma receita que vou guardar para um daqueles dias em que me encontro cheia de paciência para coisas bonitas...

 
At 30/10/06 14:09, Blogger Cristina said...

Que linda e delicada sobremesa... Esta é para servir num momento muito especial :)

 
At 31/10/06 11:20, Blogger colher-de-pau said...

Que sobremesas elaboradas andam por aqui!
Como adoro chá, esta deve mesmo ser muito boa!
Mas ainda estou à espera de uma sobremesa com chá Earl Grey que um dia falou por aqui!

 
At 31/10/06 11:28, Blogger Karen said...

Adoro lichias, elas são tão saborosas! Deve ter ficado muito bom! (Adorei a forma!)

 
At 31/10/06 17:26, Blogger o avental said...

Experimente, mestre. vai ver como é uma delícia.

 
At 31/10/06 17:50, Blogger o avental said...

Não é nada difícil, Paula, e depois a paciência, como sabe, é a melhor virtude na cozinha. Se não a tivesse, não faria as coisas boas que faz. Mas há receitas para que, à partida, parece não termos paciência suficiente: há anos que ando para fazer aquela sopa de pastel da Covilhã, sempre me fascinou, talvez um dia me abalance, mas até hoje, nada :(

 
At 31/10/06 18:04, Blogger o avental said...

Come-se em qualquer altura, Cristina, não é dispendiosa. Contando que a forma serve para muito mais coisas (custou 4,9 euros, parece-me), por exemplo, para os seus muffins. Além do mais, poupa o trabalho de untar e enfarinhar as formas tradicionais, chatíssimo (para mim).

 
At 31/10/06 18:10, Blogger o avental said...

A elaboração não é muita. Dá bem mais trabalho a sua especialíssima torta de laranja.

Ah, a bavaroise de Earl Gray, um dia vou fazê-la. Agora ando a magicar num gelado de requeijão da Serra da Estrela com doce de abóbora :)

 
At 31/10/06 18:15, Blogger o avental said...

O aroma das lichias tão próximo do perfume das rosas também me encanta, Karen. Foi uma ligação feliz, o aroma do chá, o das lichias, o acídulo e o aroma do limão casavam muito bem.

 
At 5/8/11 12:48, Anonymous Anónimo said...

seo backlink seo browser backlink service quality backlinks

 
At 2/3/13 11:38, Anonymous Anónimo said...

aventalgourmet.blogspot.com Cash Advance KY Grayson O mutuário não deve colocar esforço extra ou tempo em obter a antecedência

 
At 27/3/13 02:05, Anonymous Anónimo said...

I'm very pleased to uncover this website. I need to to thank you for your time for this particularly fantastic read!! I definitely liked every little bit of it and I have you bookmarked to look at new information on your blog.

[url=http://avmost.com]Free Porn Video[/url]

 
At 30/3/13 07:10, Anonymous Anónimo said...

Howdy! I simply want to give you a big thumbs up for your great information you have here on this post. I am returning to your web site for more soon.

[url=http://xrumergeek.com]xrumer[/url]

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home