domingo, setembro 03, 2006

Secagem mista por falta de tempo

É no alto Verão, em que ainda estamos, que os tomates são mais doces. Fui ao hipermercado e escolhi tomates tipo pêra e trouxe um ou dois de rama, do mesmo tamanho, que se revelaram mais ácidos. Nunca tinha secado tomates, apenas os tinha saboreado, a primeira vez numa feira de alimentação em Paris, já não sei quando. Um italiano chamou-me de um stand e deu-me um a provar, e achei aquilo uma delícia. Lembro-me de que tinha sementes, tal como os que comprei em frascos há tempos, secos industrialmente e conservados em azeite.

Pus-me a pensar que as sementes seguravam o sumo e que o sumo, depois de os tomates secarem, enriqueceriam o sabor da polpa. Desisti da ideia de os esvaziar das sementes, como indicavam todas as receitas que pude encontrar na net. Não posso dizer que tenham ficado melhores com as sementes, porque me esqueci de deixar um tomate-testemunha sem elas. Sei que ficaram muito bons.

Ontem, com o forno a 100 graus e com a turbina ligada, dispu-los no estrado, sobre o tabuleiro, protegido com folha de alumínio, virados para cima e depois temperados com flor de sal e um fio de azeite. Só os voltei para baixo quando vi que nada perderiam pelo corte. Estiveram no forno oito horas, virados várias vezes. Hoje, mais 2 horas e, com este sol tão quente, sairam para exterior. Bronzearam-se das 11 às 16 h ali e ficaram no ponto.

Não pus mais nenhum tempero. Penso que o muito bom é para ser apreciado como é. Não gosto de mascarar o que é excepcional. Potenciá-lo sim, por outras texturas e sabores num casamento que, de alguma maneira, contribua para um resultado final mais alto. Nem sequer os guardei em azeite. Guardei-os na arca fricorífica onde, para meu espanto, não ficaram congelados, por falta de água na sua constituição. Podem mesmo dobrar-se, gelados e um pouco mais duros.

Etiquetas:

4 Comments:

At 5/9/06 00:06, Blogger tempodividido said...

Têm óptimo aspecto, nas belas fotos, mas tantas horas de forno!!! Que coisa! Fico-me pelos de compra, que gosto de comer (se calhar isto é uma heresia, mas não sou gourmet)sobre uma fatia de pão caseiro tostado.

 
At 5/9/06 23:16, Blogger o avental said...

Foi só uma experiência :) Nunca tinha feito tomates secos. Para o ano secá-los-ei ao sol, agora o tomate pera já rareia emquanto o sol abunda, excessivo.

 
At 5/9/06 23:31, Blogger o avental said...

Não sei onde estão os comentários nos comandos disto para poder emendar a gralha E(M)NQUANTO.

 
At 9/12/06 21:46, Anonymous colher de pau said...

a especie de tomates faz toda a diferença. Eu fiz germinar umas sementes de uns tomates secos comprados em Roma e os resultados foram surpreendentes. Das cerca de 10 especies diferentes de tomates no quintal estes de "roma" quase não têm liquido o que fcilita todo o processo de secagem. É também fundamental colocá-los em sal para a desidratação e depois é só estender ao sol ou no forno. Ficam deliciosos...

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home