terça-feira, maio 01, 2007

Pãezinhos e pãezões


Agora, com a máquina, virei padeiro. Gosto de pão simples, a saber a trigo, gosto de bolas de carne: um dia destes faço uma bola de vinha d'alhos. Gosto de bolos regionais, a saber a azeite. Gosto também de um brioche comme il faut, a saber bem a manteiga. Gosto do pão do Alentejo e do saloio quando são bons. Gosto, acima de todos os pães e afins, do pão de Maraquexe, que comia a olhar a Praça Jemaa el Fna, pejada de uma estranha humanidade.


Mas, no domingo, apenas com o programa de amassar e levedar, fiz estes pãezinhos que levei ao forno a 250ºC e que desapareceram num ai com manteiga e fiambre. A receita da massa é a da bola de presunto aí para baixo, algo rectificada na levedura e no sal:

Água - 300 cc
Farinha de trigo Nacional T 55 (bem melhor que a de marca Espiga) -500 g
Levedura - 6 g
Sal - 7 g

Hoje fiz este pão grande (800 g) com a mesma receita. Como a moda das máquinas está a pegar, as padarias um dia deixam de ser o bom negócio de mau pão.

Etiquetas:

12 Comments:

At 2/5/07 16:27, Blogger zana said...

que aspecto maravilhoso tem os pãezinhos e o grande com o miolo bem fofo sem dúvida foi uma boa compra a máquina do pão,estou sériamente a pensar em comprar uma pois onde vivo as pádarias são horrivéis no que diz respeito ao pão(meio cru a cheirar a fermento ou cozido demais e oco).beijinhos e continue .

 
At 3/5/07 10:58, Blogger colher-de-pau said...

Eu já não era capaz de viver sem a minha ma´quina do pão.
Adoro acordar de manhã com o cheirinho de pão quente pela casa, e de o comer ainda quentinho.
Realmente tem razão..com a moda das máquinas de pão ficamos todas a ganhar.
Por acaso já experimentou as farinhas próprias para fazer pão que estão à venda no LIDL? (do qual eu também sou fã de alguns peodutos)
Eu ja experimentei várias e gosto bastante. É só colocar a farinha, juntar água, programar a máquina e acordar de manhã com pão pronto a cozer!

 
At 3/5/07 13:04, Blogger Paula said...

Vejo que também já sofre da mania da padaria, bem vindo ao clube!

Não comentei a fabulosa bola de presunto porque o pc não estava para aí virado, e recusou-se a publicar... mas não passo sem a experimentar, isso não.

 
At 3/5/07 17:13, Blogger R.S. Osservatore said...

Olá, tb. eu já aderi ao pão quentinho, acabado de fazer na bela máquina comprada no Lidl (sem qualquer pudor). Por acaso já entrou pelo campo da doçaria confeccionada na dita? Eu vou por aí, este fim de semana.

 
At 3/5/07 22:37, Blogger Goretti said...

Tb já comprei a minha mãquina. Mas ainda não estou "viciada". Os primeiros, seguindo a receita que vem no livro do fabricante, ficaram insonso e ningém conseguiu comer. Ontem, fiz piza e ficou bastante boa.
A Nacional tem farinha T 65 (encontrei no carrefour). Agora, hei-de fazer bola, seguindo a sua receita...

 
At 5/5/07 20:40, Anonymous O avental said...

Zana, podia ter aproveitado a do Lidl, que nem 50 euros custavam. Tenho um amigo que todas as manhãs tem pão acabadinho de fazer ao pequeno almoço. Mas ele tem o que a mim me falta tantas vezes: paciência :(

 
At 5/5/07 20:49, Anonymous o avental said...

A grande vantagem é essa, Colher de Pau, pão quentinho ao pequeno almoço. Mas também dá gosto fazer uns pãezinhos e o que nos der na real gana (acho que farei proximamente um brioche que vem num dos livros da Maria de Lurdes Modesto).

Sou tolo por massas lêvedas.

Conheço as farinhas do Lidle e já aqui se fez pão delas, mas amassado à mão...Por equanto, feito por mim, ainda não saí da mesma receita.

 
At 5/5/07 21:02, Anonymous o avental said...

Paula, a bola de presunto é muito boa. Se o presunto tiver sal ponha-o meia hora de molho, em fatias finas e em água fria e depois enxugue-as num pano bem enxutas. Presunto com gordura, senão a bola fica muito seca. Vou fazer uma outra bola, mas de vinha d'alhos, carne da pá, barriga e coiratos aos pedacinhos, que depois frito e estufo. Cinco dias de vinha d'alhos. Deve ficar de se rezar a Deus :)

 
At 5/5/07 21:09, Anonymous o avental said...

Goretti, tem de ter atenção, acho que há um programa para se fazer massas que levam ovos.

Se puser 1,5% de sal do peso total (água+farinha) fica bem, ainda que eu goste de pão sobre o insonso e só tenha calculado essa percentagem sobre o peso da farinha.

 
At 5/5/07 21:13, Anonymous o avental said...

Osservatore, ainda não conheço bem a máquina, é capaz de me elevar muito o temperatura das compotas, o que tira o aroma ao fruto que gosto de sentir. Entretanto, fico à espera do seu resultado, se o puser no blogue, claro.

 
At 13/5/07 23:21, Blogger Chef Janvier said...

Já me sinto um veterano na dita máquina, porque já tenho uma há uns 2 anos e meio. Também adoro o cheiro a pão que a máquina deixa pela casa, sobretudo em dias mais frios. Ao fim-de-semana, sugiro que levem a massa ao forno, porque a máquina coze o pão muito lentamente e não fica tão bom.

 
At 21/5/07 14:18, Anonymous o avental said...

Tem toda a razão quanto ao pormenor do forno, Chef Janvier.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home